Control Quality

Facebook

Medicação antitumoral mostra resultados promissores para a doença de Alzheimer

Categorias:

A terapêutica com o bexaroteno, substância usada no tratamento de alguns tipos de linfomas, mostrou sucesso na redução das placas de substância beta amiloide em camundongos com doença de Alzheimer.
O estudo, desenvolvido na Faculdade de Medicina de Case Western, pode ser uma esperança para o tratamento futuro da doença.
O tratamento direcionado à enzima apolipoproteína E (ApoE) diminuiu rapidamente a proteína beta amiloide em ratos de laboratório. A doença de Alzheimer está associada a uma deficiência de depuração desta proteína no cérebro, um processo normalmente facilitado pela ApoE. A expressão da ApoE é transcricionalmente induzida pela ação de receptores ativados por proliferadores de peroxissoma gama (PPARγ) e receptores hepáticos X (LXR) em coordenação com os receptores retinoides X (RXR).
A administração oral do agonista do RXR, o bexaroteno, para cobaias com propensão ao desenvolvimento da doença de Alzheimer, resultou na depuração forçada de proteína beta amiloide solúvel e de maneira dependente da ApoE. A área da placa de substância beta amiloide foi reduzida em mais de 50% dentro de apenas 72 horas. Além disso, o bexaroteno estimulou a recuperação de déficits cognitivos, sociais e olfativos e melhorou o desempenho do circuito neural.
FONTE: SCIENCE

LEIA TAMBÉM: