Control Quality

Facebook

Fiocruz assina convênio para produzir vacina contra catapora

Categorias:

O Ministério da Saúde assinou um acordo para transferência de tecnologia entre a farmacêutica GlaxoSmithKline (GSK) e o laboratório público Biomanguinhos (Fiocruz),visando a produção nacional de vacina contra a varicela mais conhecida como catapora.
Serão gastos R$ 127,3 milhões por ano com a nova vacina, que será incluída no calendário público infantil --em vez de receberem duas doses da tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), aos 12 meses e quatro anos de idade, as crianças serão vacinadas com a tetraviral, que incluirá a catapora.
"Com apenas uma picada o Brasil vai poder proteger suas crianças de quatro vírus diferentes. Isso é melhor para a criança, aumenta a adesão à vacinação, e também gera uma economia na aplicação", disse o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, durante o evento, na Fiocruz.
Segundo o ministério, a catapora é responsável por cerca de 11 mil internações e mais de 160 mortes por ano no Brasil. A Sbim (Associação Brasileira de Imunizações) estima que os números da doença sejam mais altos, já que apenas casos graves acabam registrados.
"Não é só um esforço de orgulho nacional, é uma decisão estratégica do governo. Queremos estar imunes a qualquer variação cambial ou decisão estratégica de empresas estrangeiras. Só podemos ter o calendário de vacinação que temos porque 96% das vacinas são produzidas no país", disse Padilha.
Essa é a terceira mudança no calendário vacinal confirmada neste ano. O ministério anunciou ainda a vacina injetável contra a pólio e junção de algumas vacinas em uma só a pentavalente.
FONTE: FOLHA DE SÃO PAULO

LEIA TAMBÉM: