Control Quality

Facebook

Botox pode ajudar no tratamento da depressão

Categorias:

Mais uma do Botox: para além dos poderes de congelar rugas, melhorar crises de enxaqueca e reduzir o suor em excesso, a toxina botulínica tem o incrível efeito de te deixar mais feliz. E não é por conta do rosto mais jovem e lisinho. Um estudo da Universidade Georgetown, nos Estados Unidos, feito com pessoas que sofrem de depressão, revelou que há efeitos reais na química cerebral que levam à melhora do humor desses pacientes.
A pesquisa foi feita com 74 adultos, todos diagnosticados com depressão severa. Metade recebeu aplicações da toxina e a outra metade levou picadas de injeções salinas, o chamado placebo, na testa, exatamente no músculo que fica entre as sobrancelhas. Ao final de seis semanas, 52% dos que receberam o Botox sentiram-se significativamente melhor contra apenas 15% do grupo do placebo. 
As alterações positivas no humor relacionadas à toxina botulínica já haviam sido relatadas em estudos anteriores. Segundo o pesquisador e um dos autores do estudo, Eric Finzi, a resposta pode estar na comunicação entre as vias nervosas da face e o cérebro. Já se sabe, por exemplo, que em doenças raras, em que as vítimas não conseguem mover os músculos da face, elas têm comprometida também a capacidade de sentir alegria ou tristeza. 
Os pesquisadores acreditam que o resultado positivo da aplicação do Botox na depressão se deve à influência da expressão facial sobre o cérebro. Para eles, sentimentos como raiva, tristeza e felicidade, não vêm do cérebro, mas do músculo. Ao paralisá-lo, ele fica impedido de demonstrar tristeza e, consequentemente, sintomas de depressão diminuiriam. 
FONTE: O Estado de S.Paulo

LEIA TAMBÉM: