Control Quality

Facebook

Medicamento contra o vício do crack é liberado pela Anvisa

Categorias:

O sucesso no uso de um novo medicamento para o combate ao vício do crack animou familiares e pacientes que tentam se livrar de uma das drogas mais perigosas do mundo. O medicamento, feito a partir da raiz de uma planta, está sendo usado em testes por equipes da Universidade Federal de São Paulo (www.unifesp.br). As informações são do Jornal Hoje, da Rede Globo. Até agora, 60% dos pacientes testados conseguiram se livrar do vício.
O medicamento possui forte efeito sobre o paciente, que deve ser monitorado o tempo todo e passa dez horas em uma espécie de sonho, onde vê uma retrospectiva de sua vida. A partir daí, a maioria consegue se livrar da droga.
A ibogaína é uma substância extraída da raiz da iboga, uma planta encontrada na África Central, usada em rituais religiosos. O medicamento é produzido no Canadá e liberado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
Pacientes cardíacos ou com certas doenças neurológicas não podem usar a ibogaína. O paciente tem que ficar um mês sem usar nenhum medicamento, álcool ou droga. Depois de uma avaliação psicológica, o dependente químico é liberado para o tratamento.
Os primeiros pacientes foram tratados em clínicas de reabilitação. Ele recebe o medicamento em cápsulas e fica internado. O clínico geral Bruno Rasmussen Chaves acompanhou um grupo de pacientes. Os efeitos começam depois de três horas.
“Nessa situação de pensamento começa a ter o que a gente chama de expansão de consciência. Começa a entender melhor o que está acontecendo com ele, qual o espaço dele na vida dele, qual o espaço no mundo, no universo, começa a entender porque relacionamentos não estão dando certo, perceber os erros e os acertos, vê o que tem que mudar”, diz o clínico geral.
Fonte: A Gazeta

LEIA TAMBÉM: