Control Quality

Facebook

Cebolas vermelhas têm alta potência contra câncer

Categorias:

Na próxima vez que você estiver andando pelos corredores do varejão, pode ser uma boa pedida dar uma passada pelo balcão das cebolas vermelhas (ou roxas) - ao menos se você estiver interessado em meios naturais para evitar ou combater o câncer.

E a cor das cebolas é importante quanto à capacidade de matar as células do câncer, afirmam pesquisadores da Universidade de Guelph (Canadá), porque nem todas as cebolas são criadas iguais.

Suresh Neethirajan e Abdulmonem Murayyan estudaram cinco variedades de cebolas e descobriram que a variedade Anel de Rubi (Ruby Ring) está no topo da escala graças aos seus altos níveis de quercetina e antocianina.

Cebolas contra o câncer

O estudo envolveu colocar células de câncer de cólon em contato direto com a quercetina extraída de cinco diferentes variedades de cebolas.

"Nós descobrimos que as cebolas são excelentes para matar células cancerosas," disse Murayyan. "As cebolas ativam vias que induzem as células cancerosas a sofrer morte celular [apoptose]. Elas criam um ambiente desfavorável para as células cancerígenas e perturbam a comunicação entre as células cancerosas, o que inibe seu crescimento".

Um estudo anterior da equipe já havia demonstrado que cebolas são eficazes quando as células envolvidas são do câncer de mama.

"O próximo passo será testar os poderes do vegetal contra o câncer em testes em humanos", adiantou Murayyan. Isto será possível porque os pesquisadores desenvolveram uma nova técnica de extração dos flavonoides da cebola que elimina o uso de produtos químicos, tornando a quercetina encontrada nas cebolas mais adequada ao consumo.

No ano passado, a pesquisadora brasileira Daniela Lopes Leite, da Embrapa, constatou que o cultivar BRS Cascata possui a maior concentração de quercetina (316,63 mg kg-1) entre os tipos mais comuns de cebola consumidos no Brasil (Horticultura Brasileira 26: S6650-S6659).

Cebolas como superalimentos

As cebolas ainda não são largamente reconhecidas como pertencentes à classe dos "superalimentos", ainda que contenham uma das maiores concentrações dos agora tão afamados flavonoides.

O estudo revelou que a cebola vermelha não apenas tem altos níveis de quercetina, mas também grandes quantidades de antocianina, que enriquece as propriedades "limpantes" das próprias moléculas de quercetina.

"A antocianina é fundamental para dar cor às frutas e vegetais, então faz sentido que as cebolas vermelhas, que são de cor mais escura, tenham a maior potência na luta contra o câncer," disse Murayyan.

Fonte: Diário da Saúde

LEIA TAMBÉM: